Quarta-feira, 04 de Maio de 2011

 Nem sempre prestamos atenção às pessoas que nos rodeiam e, mais raramente ainda, procuramos saber qual é a sua história – será que nos falta ousadia?

Vinda de muito longe, Djuku é uma dessas pessoas; aqui está um pedaço da sua história.

1

No exacto momento em que parte, Djuku apercebe-se de que é a primeira vez que deixa a sua aldeia.

Desde o seu nascimento até hoje, Djuku viveu sempre rodeada pelos seus na pequena aldeia à beira da savana. Ela conhece cada recanto. E ninguém lhe é ali desconhecido. Do mesmo modo, todos os aldeões sabem quem é Djuku:

Djuku? É aquela que sabe assobiar, melhor até do que um pássaro!

Quando há por aqui almoço de festa ou de cerimónia, é sempre Djuku quem os faz: ela conhece todas as receitas e até inventa mais!

É verdade que Djuku cozinha galinha como ninguém, mas hoje Djuku vai-se embora. Decidiu partir para longe, muito longe. É que aqui na aldeia, apesar dos amigos, apesar das cerimónias, não há trabalho suficiente.

Fez-se à estrada e fixa os olhos na linha do horizonte para não se voltar, para não chorar. Bem, vamos lá a ver, partir assim é demasiado duro. Então, uma última vez, e antes que a aldeia desapareça na desordem das ervas altas, ela olha-a. Olha-a durante tanto tempo e tão apaixonadamente que todas as coisas onde o seu olhar toca entram no seu corpo.

Agora sim, Djuku pode pôr-se a caminho.

A velha guitarra de Quecuto entra no seu corpo. E com ela todos os perfumes das músicas tantas vezes ouvidas.

A palmeira inclinada e o embondeiro do largo entram no seu corpo.

O caldeirão de Nhô-Nhô entra no seu corpo.

A casa de Pepito entra no seu corpo, apesar do seu tecto desgrenhado.

A barca e as redes de pesca de Benvindo que repousam sobre a areia entram no seu corpo. Sente que todas estas coisas estão dentro dela firmemente atadas como carga de um navio. Sente que, a cada passo dos muitos que dará, a aldeia estará consigo.

2

Durante a viagem de vários dias, as descobertas sucedem-se e deslumbram Djuku.

 

 



publicado por hpt às 16:43
Um blog onde o Clube das Histórias coloca histórias de que gosta e quer partilhar. Sirva-se e dê-lhes vida! Gostaria de recebê-las por email? Procura histórias em especial? Escreva-nos! estorias.em.portugues @ gmail.com
histórias recentes
pesquisar neste blog